Login

Programa vai trocar recicláveis por produtos Natura em Cajamar

Natura e Prefeitura de Cajamar vão entregar produtos da marca à população e conectar catadores aos fornecedores da companhia

Além de uma iniciativa própria de logística reversa, em que embalagens podem ser trocadas por produtos, a Natura se uniu prefeitura de Cajamar para estabelecer um programa de logística reversa de materiais recicláveis, chamado Elo Verde. A iniciativa estimulará a educação ambiental de alunos da rede pública da cidade, onde está localizada a maior operação fabril da companhia no mundo.

Em uma parceria público-privada, a Natura vai apoiar a administração municipal na estruturação da coleta seletiva da cidade por meio de capacitação, transferência de tecnologia e apoio técnico a membros administrativos e cooperativas de catadores.

Para começar o programa, a Natura &Co América Latina doou R$ 4,4 milhões em produtos de beleza que serão entregues como incentivo aos cidadãos que descartarem os materiais recicláveis nos pontos de coleta instalados, nesta primeira fase, em dez escolas da cidade. O objetivo é motivar os alunos a disseminarem a cultura de reciclagem dentro das suas famílias e na comunidade. A Prefeitura ficará responsável pela administração do estoque dos produtos e da elaboração do plano de trabalho junto à companhia.

A logística de retirada e de manuseio dos recicláveis será executada pela cooperativa de catadores do município, que já tem 50 cooperadores cadastrados. Eles estarão habilitados a comercializá-los, prioritariamente, com as empresas fornecedoras de Natura &Co América Latina para que sejam reincorporados à cadeia produtiva de embalagens da empresa.

Atualmente, 82,5% dos materiais de Natura &Co América Latina já são reutilizáveis, refiláveis, recicláveis ou compostáveis. O objetivo é chegar a 100% até 2030. Em 2022, a empresa também alcançou 10,5% de uso de plástico reciclado pós-consumo, ante 8,5% no ano anterior. A Natura passou de 16% para 20% de uso de plástico reciclado pós-consumo em suas embalagens e o objetivo é chegar a 50% até 2030.

“Para nós, desafios socioambientais são oportunidades de negócios e o Elo Verde materializa muito bem essa crença. É uma cooperação que beneficia toda a cadeia e que nasce da nossa experiência com outras ações em circularidade, como o Natura Elos, que desde 2017 estrutura cadeias de reciclagem de materiais para abastecer nosso processo produtivo. Quando unimos propósito e ação, geramos legado”, conta Josie Peressinoto Romero, vice-presidente de Operações e Logística de Natura &Co América Latina.

Iniciado há seis anos, o programa de logística reversa da Natura já permitiu que mais de 50 mil toneladas de materiais fossem reincorporadas às embalagens e materiais de apoio – primeiramente da Natura e, em 2022, teve início a ampliação gradual para a Avon. Nesse mesmo ano, o número de cooperativas participantes quase dobrou, passando de 25 para 47, e o número de catadores chegou a 2.039 pessoas.

Para Josie, o principal diferencial do Elo Verde, além da união entre educação ambiental e geração de renda, é estabelecer, dentro de uma parceria público-privada, uma cadeia de abastecimento ética e sustentável, inteiramente rastreável, homologada de ponta a ponta, e que promove a inclusão produtiva e o trabalho digno dos catadores.

“Estamos muito felizes com essa parceria junto à prefeitura de Cajamar. A nossa proposta de valor é gerar prosperidade e desenvolvimento por meio da cosmética e isso inclui promover o bem-estar social de toda a nossa rede, que inclui as comunidades no entorno de nossas unidades. A assinatura desse acordo é só um começo de um projeto que deixará um impacto positivo não só para Natura e Avon, mas para toda a população de Cajamar”, afirma Ana Costa, vice-presidente de Sustentabilidade, Jurídico, Reputação e Comunicação Corporativa da Natura &Co América Latina.

A executiva ressalta que existe hoje na indústria uma demanda reprimida de compra de material reciclado, de modo que estruturar programas de coleta seletiva adequados pode gerar receita para os municípios. “Não se trata apenas de uma política ambiental, mas também de uma política de desenvolvimento econômico e de geração de renda. É isso que estamos buscando com a parceria”, conclui.

Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), em 2022, apenas 4% de 82 milhões de toneladas de resíduos urbanos produzidos no Brasil foram reciclados. Com o intuito de promover hábitos mais conscientes entre os consumidores e reforçar a importância da reciclagem, a Natura relançou, no ano passado, o programa de logística reversa “Recicle com a Natura”.

O programa já soma mais de 700 pontos de coleta em lojas próprias da marca e franquias “Aqui tem Natura” e permitiu reciclar 50 toneladas de embalagens de cosméticos, que foram reintroduzidas em cadeias de reciclagem ou receberam uma destinação final adequada.

FONTE: https://ciclovivo.com.br/planeta/desenvolvimento/programa-vai-trocar-reciclaveis-por-produtos-natura-em-cajamar/

Compartilhe este Post: