Login

United: 6 bilhões de galões de SAF e 200 veículos elétricos voadores para descarbonizar viagens

O setor de transportes é responsável por 2,4% das emissões globais de carbono. É um número relevante que preocupa as empresas. Algumas iniciativas estão em curso para reduzir a pegada de carbono dos voos, sendo a mais relevante o desenvolvimento do chamado SAF (combustível de aviação sustentável, na sigla em inglês), uma fonte de energia renovável para substituir o diesel.

Na United Airlines, companhia aérea americana, o uso do SAF se tornou estratégico. A empresa se comprometeu a reduzir em 50% suas emissões de gases de efeito estufa, escopos 1, 2 e 3, até 2030. As metas foram aprovadas pela Science Based Targets Initiative (SBTi), entidade que atesta que os planos de descarbonização das empresas estão baseados na ciência.

Jacqueline Conrado, country manager da United no país, explicou a estratégia ESG da companhia.

As metas ESG da companhia:

A United Airlines teve sua meta de redução de emissões para 2035 aprovada pela iniciativa Science-Based Targets (SBTi), validando a conformidade com trajetórias científicas para limitar o aquecimento global. A meta aprovada visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) de combustível de aviação em 50% por tonelada-quilômetro de receita até 2035, em relação a 2019. A empresa prevê avanços na eficiência de combustível por meio de design de aeronaves e tecnologias de motores, com projeção de aumento de eficiência de até 30% nas aeronaves da geração futura até 2050. Além disso, medidas operacionais, como rotas mais eficientes e uso de energia renovável, são destacadas como estratégias para alcançar a neutralidade de carbono, reconhecendo a importância crítica do desenvolvimento e adoção sustentável de combustíveis de aviação (SAF). A United destaca a limitação do fornecimento global de matéria-prima para a produção de SAF à base de gorduras, óleos e graxas, investindo em tecnologias para desbloquear mais fontes, mas reconhecendo as restrições até 2050.

A estrutura ESG da United:

O CEO e a alta liderança estão constantemente aprimorando a abordagem da empresa em relação às questões ESG, com supervisão do conselho. Vários comitês, como o de responsabilidade pública, auditoria, governança, executivo e remuneração, têm papéis importantes relacionados aos temas ESG. A transparência é promovida por meio do envolvimento ativo de stakeholders e de relatórios públicos detalhados sobre a estratégia e o desempenho ESG, permitindo que o público avalie e acompanhe o progresso em direção aos objetivos estabelecidos. O comitê de responsabilidade pública supervisiona iniciativas e riscos ESG, incluindo metas de segurança, saúde pública, diversidade, equidade e inclusão (DEI) e climáticas da empresa, além de avaliar políticas de gastos políticos e receber relatórios anuais sobre contribuições políticas

A trajetória da companhia no Brasil:

A United Airlines celebrou 31 anos de serviço em 2023, destacando o Brasil como prioridade em sua malha global. Oferecendo voos diários de São Paulo/Guarulhos para diversas cidades nos EUA e do Rio de Janeiro/Galeão para Houston, a empresa expandiu a capacidade e introduziu a cabine econômica United Premium Plus em voos entre o Brasil e os EUA. Durante a pandemia, a United manteve operações diárias no Brasil, priorizando a conectividade, repatriação e transporte de equipes de saúde, demonstrando seu compromisso profundo com o país.

FONTE: https://exame.com/esg/united-6-bilhoes-de-galoes-de-saf-e-200-veiculos-eletricos-voadores-para-descarbonizar-viagens/

 

Compartilhe este Post: